Quem sou eu

Se eu disser que eu não sei como me descrever eu não estaria mentindo. E não saber me descrever é uma das formas de se saber como sou: uma pessoa cheia de dúvidas (insegurança?) e avoada (que tal a combinação sol em Gêmeos e ascendente em Aquário?). Penso em várias coisas ao mesmo tempo e não consigo me focar.

Tenho muitos amigos, mas não tenho um melhor amigo. Faço um monte de coisas, mas não faço nada bem. Gosto muito de comer, mas não sei dizer qual é meu prato favorito. E por aí vai.

Minha família é de origem japonesa: meus avós e bisavós imigraram para o Brasil no início do século passado. Nasci e cresci em São Bernardo do Campo e há pouco mais de 10 anos estou morando em São Paulo (mas escolhi um lugar com fácil acesso a São Bernardo). Sou casado com uma mulher maravilhosa e tenho um filhinho bonitinho. Fui nadador federado, mas nunca tive resultados expressivos. Fiz Engenharia Química e trabalhei na indústria química, mas hoje tenho uma Agência de Turismo. Já morei um ano no Japão para fazer um estágio técnico. Já fiz pós-graduações em Administração, em Gestão Empresarial e em Educação Ambiental. Tento falar japonês, inglês e espanhol.

Não sou fanático por futebol, e nem me arrisco a jogar, mas fico contente quando o Corinthians ganha e chateado quando ele perde. Gosto de olhar plantas de casas e apartamentos. Gosto de assistir reality shows com temática "comida", um ou outro documentário, novelas japonesas e filmes de ficção científica. Leio de tudo, mas livros mesmo tenho preguiça: só uns 3 ou 4 por ano. Gosto de ouvir pop dos anos 80 e 90 e um pouco de J-Pop, mas ouço notícias no rádio do carro. Gosto de ir a restaurantes tranquilos e com boa comida. Gosto de participar de ONGs e associações e se eu pudesse, só faria isso. Gosto de viajar: prefiro cidades - praias em segundo lugar. Gosto de ficar navegando na internet. Não gosto de beber (e nem posso por causa da saúde), mas gosto de experimentar. Nunca pensei em fumar. Não sou de ir a shows e teatro. Não ligo para carros, mas gosto de ter um confortável. Não ligo para jogos e nem vídeo games. Se fosse possível, só vestiria camiseta, bermuda e chinelo. Tenho 1,80 m e com esta altura já tive 25 kg a menos do que eu peso hoje. Sou mais de ouvir do que falar.

Sou batizado na igreja católica, minha família no Brasil é budista e no Japão é xintoísta, mas não sigo nenhuma religião. Não que eu seja ateu. E acho que nem agnóstico. Só não concordo e não acredito na maioria das coisas que as religiões dizem. Acabo acreditando mais em esoterismo, astrologia e afins: talvez isto mostre um caminho diferente.

Gosto de ajudar as pessoas. Gosto de conversar sobre amenidades. Gosto de ficar com minha família. Gosto de sossego.
Postar um comentário